Historias

domingo, 12 de maio de 2013

SR. Playboy - Capitulo 33


Demi disfarçou um sorriso.
Pensei que a essa altura todas vocês já tivessem entendido que eu e Joe resolvemos nossas diferenças na noite em que voltamos do hospital. Portanto, convidar Joe e Dani não teria problema algum para mim.
Surpresa, pessoal! — gracejou Selena, diante da declaração obviamente inesperada de Demi.
Kristen sorriu e cutucou Selena para que ela se calasse.
Nesse caso, podemos ir adiante com nossos planos — entusiasmou-se Miley. — Teremos nossa primeira noite de reunião familiar amanhã. Podemos fazer isso em minha casa. Seis horas. Os rapazes poderão falar de basquete e beisebol, as crianças se divertirão com jogos e brincadeiras, eu amamentarei Lizzie e a colocarei no berço para dormir. E, como pretendo tirar o máximo proveito de minha condição de mãe de uma recém-nascida, vocês três poderão se responsabilizar pelos comes e bebes.
Selena suspirou.
Ah, céus, já posso até sentir que terei uma séria recaída por causa dessa abstinência forçada de fantasia a que seremos submetidas até o outono.
Ouvi dizer que os sintomas de uma recaída podem ser ainda mais graves do que se imagina — Miley provocou-a. — Espero que Joe esteja preparado para o que o aguarda.
Todas riram, mas Demi o fez por uma razão diferente das demais. Afinal, suas noites de fantasia estavam garantidas, e, precisava admitir que era muito melhor dar vazão a seus sonhos e desejos mais insanos ouvindo a voz rouca de Joe do outro lado da linha, do que simplesmente partilhar seus desejos secretos com os outros membros do Clube da Fantasia.

No sábado à tarde, Dani saiu da piscina de Demi e seguiu para sua própria casa, carregando Kiwi nos braços e pensando que tinha se divertido muito naquele dia.
Selena e Kristen também tinham estado lá com as crianças e todos brincaram alegremente como membros de uma imensa família. Aliás, como aquelas famílias que Dani costumava ver na televisão e com as quais sempre sonhara desde que era pequena. Depois de algumas horas de água e diversão, tinham almoçado juntos saboreando a lasanha que Kristen havia preparado, e lasanha era o seu prato favorito.
Só de pensar nisso o sorriso dela se alargou. Não conseguia se lembrar de outra ocasião em que se divertira tanto e comera tão bem. Talvez fosse por essa razão que estivesse tão ansiosa para a reunião que teriam naquela noite, a primeira reunião familiar do condomínio, pois todos os amigos da rua estariam lá. Se fosse honesta, admitiria que estava mais feliz em Woodberry Park do que jamais imaginara ser possível.
Estranhamente, tal percepção a entristeceu. Sabia que deveria se resguardar e manter-se em constante estado de alerta. Afinal, se sucumbisse às fraquezas de seu coração se apegaria demais àquelas pessoas e sofreria muito quando tivesse de voltar a Los Angeles. E, por certo, retornaria a Los Angeles.
Quer estivesse se divertindo ou não, seu objetivo não havia mudado. Pretendia se tornar uma modelo de sucesso e depois que conseguisse ganhar muito dinheiro e ficasse famosa, ela e Hayley, sua melhor amiga, que também tinha terríveis problemas de relacionamento com o padrasto, alugariam um apartamento e ninguém mais teria a chance de interferir em suas vidas e torná-las infelizes. Nada de Natta, Joe ou mesmo do padrasto de Hayley.
Pensativa, Dani fez uma pausa assim que parou diante da rampa da garagem de sua casa.
E agora, o que seria aquilo?, perguntou-se ao ver um BMW conversível estacionado ao lado do Corvette. Quem seria? Alguma namorada de Joe?
Seu lado "quero ser modelo" esperava que finalmente uma das famosas mulheres com quem seu pai costumava aparecer nas revistas estivesse ali. Afinal, só assim teria algo para reportar a sua avó. Outra parte dela, porém, desejava muito provar que Joe não era o playboy mulherengo e irresponsável que Natta insistia em dizer que era. Talvez, por isso, tivesse apressado o passo e entra na casa como um furacão.
No exato momento em que girou a maçaneta, Joe a chamou.
Danielle? Pode vir aqui, por favor? Tem uma pessoa que quero que conheça.
Respirando fundo, ela marchou para a cozinha. No entanto, em vez de uma charmosa namorada como esperava, deparou-se com um homem alto e grisalho que a saudou com um largo sorriso. Ele estava vestido com roupas esportivas e a expressão que pairava no rosto largo era muito amigável e gentil.
Este é meu agente, Buddy Vance — apresentou-o Joe. — E aí está a minha menina, Buddy.
Danielle forçou um sorriso polido.
Olá. Como vai?
Vance piscou para ela.
Nossa, você se tornou uma linda mulher, Danielle Jonas. A última vez em que a vi era uma garotinha de tranças.
Dani não sabia ao certo o que dizer diante de tal comentário, mas por sorte, após falarem sobre coisas triviais, Joe a liberou e disse que se quisesse poderia ir para seu quarto descansar um pouco, antes do compromisso que teriam na casa dos Homesworth naquela noite.
Próximo Capitulo...

4 comentários:

  1. poosta loogo, pleeeae,amaando demais, xo

    ResponderExcluir
  2. amandooooo loucamente >_< só pensei que iria ter algo mais erotico e sensual mais ta perfeito o/

    ResponderExcluir